segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Ah meu amor... se tu soubesses...



Se soubesses como o meu peito
se alegra com a tua chegada
Se pudesses imaginar como as flores
se refrescam e se alegram
só por te verem ao longe
... e me sentirem feliz
Se soubesses como ficas bonito
quando sorris
e quando deixas escapar
um abrir de braços
no qual me enlaças

Ah meu amor... se tu soubesses...

como dói sentir-te fora do peito
a carne rasgada em constante sobressalto
se soubesses como anseio
tocar a tua pele
sentir o teu corpo
aninhar-me nos teus lábios
e deixar-me lá ficar

até que queiras respirar
e não consigas
até que a noite fique madrugada
e tu tenhas de partir

Se tu soubesses, meu amor,
não chegarias sequer a chegar
por tão logo terias de partir
e eu não me quedaria triste
de braço em riste
saudosa por te ver ir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentario e volte sempre que quiser ! A sua opinião é livre mas não aceito insultos às minhas postagens e fotos, e se eu escrever errado ou pegar informações com direitos autorais aviise de forma respeitável.
Obrigada !

Em cada sorriso...

Postagens populares