quarta-feira, 27 de julho de 2011

Fazer Amor assim...



Tem dias
de muita alegria,
Outros só de poesia
Alguns de terna lembrança
Uns, uma grande festança,
Hoje, saudade de nós!
Mas tanta saudade
que chega e me invade!
Quero ter-te junto a mim,
a adentrar-me com jeito,
vou amar-te por inteiro,
Despudorar-me de mim,
Carícias profundas,
Línguas fazendo
E aprendendo sabores
Em ti, são bem mil amores,
Que encontro em todo canto!
Um turbilhão de emoções,
Invade-me, devassa-me, instala-se,
Fica tudinho em mim...
Que procura por prazer, por fazer,
Revelo-me para ti
Uma parceira mais solta,
Para fazer-te sentir,
Tudo e mais alguma coisa.
Meu homem...
vire-me do avesso,
Prove-me, deguste-me,
Como aquele prato exótico,
Que sempre quiseste comer.
Dedos, suores, fluidos,
Emoções desmedidas,
Que a vida disponibiliza,
Somente alguns aproveitam!
Olho no olho, vida na vida.
Em alguma parte ou em parte alguma,
Quero deixar nada faltando!
É uma febre de Amar,
Minhas mãos a te afagar,
Sinto o teu corpo no meu,
Num ritmo bem cadente,
E que me deixa contente!
Uma coisa bem vivida, bem sentida,
Conquista, instiga, excita...
Eu derramo em você,
Tudo isso quanto me agita,
É loucura saudável que grita,
Deixa-me mais bonita,
Com os olhos tão brilhantes!
É mesmo muito bem vinda.
Mostre-me teus caminhos,
Não esqueças nenhumzinho,
Para eu encher de carinhos!
Me entregues esse ardor e paixão.
Meu olhar no teu olhar
Tu me dizes com prazer,
Meu bem, hoje tu me matas!
Gata da minha vida,
Tu me arranhas e eu gosto,
De fazer amor assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentario e volte sempre que quiser ! A sua opinião é livre mas não aceito insultos às minhas postagens e fotos, e se eu escrever errado ou pegar informações com direitos autorais aviise de forma respeitável.
Obrigada !

Em cada sorriso...

Postagens populares